RMVale gera emprego pelo quarto mês seguido e cria 1.095 vagas em outubro

No ano, região chega a 6.110 postos de trabalho gerados, melhor resultado para o mesmo período desde 2013; serviços e a construção civil geraram mais postos de trabalho

O Vale do Paraíba gerou emprego pelo quarto mês consecutivo e abriu 1.095 postos de trabalho em outubro, de acordo com o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério da Economia. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira.

É o melhor resultado para o mesmo mês dos últimos dois anos. No ano passado, a região abriu 979 empregos em outubro e gerou 2.072 vagas, em 2017.

A última vez que o Vale gerou emprego por quatro meses consecutivos foi entre agosto e novembro de 2018.

O resultado mantém o ano com saldo positivo, com seis meses gerando empregos e quatro, com mais demissões.

O saldo acumulado de janeiro a outubro é de 6.110 postos de trabalho, o melhor resultado para o mesmo período desde 2013, quando a região criou 8.082 novos empregos nos 10 meses do ano.  Até agora, agosto lidera o ranking da abertura de vagas na região (2.085), seguido de setembro (1.742), fevereiro (1.363), outubro (1.095), abril (1.049) e julho (830). Os cortes ocorreram em março (-1.138), janeiro (-663), maio (-147) e junho (-106).

No ano passado, a economia do Vale abriu 979 novas vagas em outubro e 4.017 no acumulado do ano, entre janeiro e outubro.

SETORES. Serviços foi o setor que mais contratou no ano, com 3.815 vagas abertas na região, seguido da construção civil (2.249), administração pública (972) e indústria (858). Comércio manteve o saldo negativo dos últimos meses e acumula 1.329 postos fechados no ano. Os números devem mudar a partir de novembro, quando entram na conta as contratações de temporários para o final do ano. Segundo pesquisa do Sincovat (Sindicato do Comércio Varejista de Taubaté e Região), o comércio varejista da RMVale deve contratar cerca de 1.700 trabalhadores temporários para o fim do ano.

CIDADES. Após o segundo lugar em setembro, Taubaté assumiu a ponta do ranking da região com 386 empregos gerados em outubro. No acumulado do ano, ficou em terceiro lugar, com 964 postos de trabalho. São José dos Campos lidera o ranking do ano, com 1.541 novos empregos, mas caiu para o último lugar entre as 39 cidades do Vale na lista de outubro, com o corte de 72 vagas no mercado de trabalho. Ubatuba foi a segunda cidade que mais gerou empregos em outubro, com 188 vagas, seguida de São Sebastião (142), Aparecida (136) e Pindamonhangaba (126). No acumulado do ano, Pinda aparece logo após de São José, com 1.174 empregos, seguida de Taubaté (964), Guaratinguetá (601) e Caçapava (555). Jacareí perdeu 32 postos em outubro, a terceira pior da região, mas manteve o saldo positivo de 247 vagas no ano.

Fonte: O Vale / Xandu Alves22