> Notícias

Via Cambuí, Zoneamento e Descontinuidade

Uma cidade não para só porque trocou de prefeito. As coisas precisam seguir adiante. Por exemplo: a Via Cambuí. O governo Carlinhos Almeida fez os projetos, resolveu o longo processo de licenciamento ambiental e fez desapropriações que permitiram agora ao prefeito Felicio lançar a licitação. Obra que levará mais dois anos e será fruto de uma continuidade administrativa.

É lamentável que mesmo não aconteça com o Zoneamento, a Lei que orienta a vocação de cada região da cidade e deve promover o desenvolvimento sustentável – gerando emprego e preservando a qualidade de vida. Em 2015 o Executivo apresentou uma proposta completa de modernização e simplificação da lei de zoneamento, pensando a cidade como um todo.

Mas ela foi arquivada pela Câmara por razões políticas. Em 2016 começou então o processo de construção do novo Plano Diretor, que é revisado a cada 10 anos e dá parâmetros para o Zoneamento. Foi criado o Conselho Gestor com participação de todos segmentos da sociedade, aconteceram 12 encontros regionais para subsidiar a revisão do Plano Diretor e foi elaborado um anteprojeto.

Infelizmente o governo atual optou por suspender o esforço iniciado em 2016 para o novo Plano Diretor e paralisou sua elaboração. Se o governo utilizasse na discussão do uso e ocupação do solo joseense o mesmo espírito de continuidade que teve na obra da Via Cambuí, já estaríamos bem avançados com o Plano Diretor para que a cidade tenha então um novo zoneamento consistente, e não um processo de remendos pontuais sujeito a novos questionamentos judiciais.

 

Fonte: Jornal O Vale / Artigo

Rua Padre Rodolfo nº 196 Vila Ema - SJCampos - SP CEP : 12243-080 - Tel/Fax: (12) 3922.6678

© 2014 Aconvap - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por: