> Notícias

Empresários da Construção Civil estão mais confiantes, afirma Sinduscon

O Índice de Confiança do setor no Brasil aproxima-se do otimismo moderado, de acordo com o levantamento realizado; o Índice de Situação Atual subiu em janeiro para 75,1 pontos, o maior nível desde abril de 2015


As sondagens realizadas em janeiro sobre o desempenho e as perspectivas da indústria da construção apontam melhoras na percepção dos empresários e executivos do setor.

Segundo a Sondagem da Construção da FGV/Ibre (Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas) realizada com 556 empresas, o Índice de Confiança da Construção aproxima-se do otimismo moderado. O Índice de Situação Atual subiu em janeiro para 75,1 pontos, o maior nível desde abril de 2015. O indicador da situação atual da carteira de contratos subiu para 73,4 pontos, o maior nível desde junho de 2015.

Entretanto, o Índice de Expectativas recuou para 95,9 pontos, influenciado pelo indicador que mede a demanda prevista para os próximos três meses, que caiu para 93,4 pontos.

Já a Sondagem da Indústria da Construção da CNI (Confederação Nacional da Indústria) e da CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção) realizada junto a 493 empresas mostra que os empresários do setor estão otimistas quanto ao aumento do nível de atividade, do emprego e dos novos empreendimentos nos próximos seis meses, segundo publicação no site do SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo).

O índice de intenção de investimentos elevou-se para 38 pontos, o maior nível desde janeiro de 2014. O indicador cresceu 5,5 pontos de outubro para janeiro. O Índice de Confiança do Empresário da Construção alcançou 63,7 pontos. Pela primeira vez desde 2014, os empresários do setor estão otimistas com os negócios. Segundo o SindusCon, há também a necessidade de medidas que facilitem a construção e a aquisição de imóveis. O setor imobiliário ganharia expressivo impulso se o acesso ao crédito fosse facilitado e os custos dos financiamentos de longo prazo, reduzidos. Os juros no crédito imobiliário ainda não caíram, apesar das sucessivas quedas dos juros da economia.

 

Fonte: Jornal O Vale / São Paulo

Rua Padre Rodolfo nº 196 Vila Ema - SJCampos - SP CEP : 12243-080 - Tel/Fax: (12) 3922.6678

© 2014 Aconvap - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por: