> Notícias

Codivap levanta demandas para a criação de ‘plano regional’ no Vale

Consórcio de prefeitos reforça pedido do conselho da RMVale, que cobra do Estado os recursos para produzir o PDUI (Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado), que servirá de referência para o plano diretor municipal

Reunindo os prefeitos da RMVale, o Codivap (Consórcio de Desenvolvimento Integrado do Vale do Paraíba, Serra da Mantiqueira e Litoral Norte) vai cobrar do governo estadual recursos para a produção de um plano de desenvolvimento regional para o Vale do Paraíba.

Para tanto, o órgão reúne as demandas de cada município com foco na elaboração de um projeto para a macrometrópole do Vale, em áreas como infraestrutura, mobilidade e segurança. A meta é fazer com que o projeto regional sirva de referência e esteja em sintonia com os planos diretores de cada município, que terão que ser revistos.

A medida também é uma das bandeiras do conselho da RMVale, presidido pelo prefeito de Paraibuna, Victor de Cássio Miranda, o Vitão (PSDB). Na avaliação dele, a elaboração do PDUI (Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado) da RMVale custaria em torno de R$ 1,5 milhão.

REUNIÃO. No final de agosto, prefeitos da região reuniram-se em Taubaté para debater o assunto. Eles ouviram palestra do arquiteto e urbanista Candido Malta, da USP (Universidade de São Paulo), que defendeu a pauta regional. “A ideia é que os prefeitos façam um pleito junto ao governo do estado para ajudar a cada um rever seu plano diretor, tendo em vista a macrometrópole”.

“Os prefeitos trazendo as demandas poderemos colocar na pauta um estudo mais apurado da região, como acesso, áreas que interligam os municípios, saúde. Estamos avançando”, afirmou Délcio José Sato (PSD), presidente do Codivap e prefeito de Ubatuba.

 

Prefeitos cobram Trem Intercidades para alavancar economia das cidades da região

MODAL. Entre as propostas discutidas pelo Codivap está o Trem Intercidades, o novo sistema de transporte sobre trilhos do governo estadual. Prometido para ser entregue em 2016, o projeto pode sair do papel apenas em 2021. Na região, a avaliação é que o modal pode alavancar a economia. “O foco maior [do trem] é a carga, mas o transporte de passageiros também é cogitado.

Isso é muito importante para a economia da região”, disse o arquiteto e urbanista Candido Malta em palestra aos prefeitos na reunião do Codivap. O Trem Intercidades ligará Vale do Paraíba, Baixada Santista, Grande São Paulo e a Região Metropolitana de Campinas. O projeto foi apresentado em 2012, e o custo estimado é de R$ 5,4 bilhões, sendo R$ 1,8 bilhões do Estado. “Essas discussões são importantes para a nossa região, com projetos de médio a longo prazo”, afirmou Felipe Augusto (PSDB), prefeito de São Sebastião.

Fonte: Jornal O Vale / Xandu Alves

Rua Padre Rodolfo nº 196 Vila Ema - SJCampos - SP CEP : 12243-080 - Tel/Fax: (12) 3922.6678

© 2014 Aconvap - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por: